...

Um sapo na horta

Não há muito para contar. Comecei a plantar as ervas aromáticas e tomateiros. Temos uma mini-estufa por isso está a crescer tudo muito rapidamente. Os sapos andam doidos e afastam-se dos bebedouros dos cavalos e do laguinho. Estão muito bem camuflados e quase que os piso. Incrivelmente, não parecem ter muito medo dos humanos. Se tocar num,  fico com verrugas?

Já está calor suficiente para usar os meus fake-Keds. Desde que não chova e eles não se encham de lama, está tudo bem. No entanto, ainda está um vento incomodativo e na sombra está fresquinho. O Francisco também rapou o cabelo. Parecemos um casal de neo-nazis. Credo! Ahah




Este era grande e gordo

Deco Porn






Primavera









A Primavera apoderou-se, e bem!, da quinta. É a estação preferida do Boni porque ele gosta de se esconder entre as plantas e flores para nos assustar. Há tantas flores que sou parva em não aproveitar para fazer arranjos bonitos. O limoeiro está carregado e o Caju já anda com calor. 

Vamos falar de apropriação cultural

Tal como o nome indica, a apropriação cultural é usar e abusar de simbolos de outras culturas, por vezes de maneiras muito ofensivas. 
Na realidade, há uma grande discussão na internet (principalmente no Tumblr) do que é ou não apropriação cultural, mas há alturas em que todos estão de acordo.

Exemplo 1 - Coroa de Penas



Símbolo importante da cultura indo-americana, as coroas de penas são especialmente usadas por mulheres brancas de uma maneira sexy ou como acessório de festival. O que há de errado nisto? Tanta mas tanta coisa. Vamos começar pelo facto de que estas coroas são só usadas por homens mais velhos e experientes e que cada pena tem de ser merecida. Não é qualquer índio que o pode usar e é uma honra usá-lo. Tem uma grande simbologia....mas se está na moda e metade das celebridades já as usaram...who cares, né?

Também deve ser ofensivo quando um povo que matou e roubou todas as terras de uma cultura, põe-se a usar os seus adereços e símbolos só porque sim. Os americanos branquelas deviam ter vergonha na cara de sequer olhar para uma coroa de penas. No entanto é Lana del Rey, é Gwen Stefani, é todas as modelos, a usar tal coisa. 

E não esquecer que estatísticas mostram que as mulheres indo-americanas são as que mais sofrem violações e abusos nos USA comparativamente com as outras "raças". Sendo assim sexualizar a cultura índia faz mais mal do que bem. 

Pensem duas vezes antes de irem para o Optimus Alive com uma coroa de penas, está bem? 

Exemplo 2 - No Carnaval ninguém leva a mal

Desde pequena que vejo isto a acontecer e ninguém parece reparar. Agora mais velha é que vejo quão ofensivo mascarar do cliché das outras culturas pode ser ofensivo. 

Há uns anos, numa terriola perto de Lagos, fui ver as celebrações de Carnaval e o desfile de carros alegóricos. Um dos carros tinha como tema África e então estavam uma meia dúzia de gajos brancos, pintados de castanho, com roupas tribais, a imitar danças africanas. 

O que está errado nisto? Uma cultura e raça não são mascarinhas, gente! E não falo só da africana, como também vestir de chinês, índio, muçulmano! As minorias (dos países brancos) são sempre usadas como disfarce e isso está mal. Nao só generalizam toda uma cultura, como propagam clichés (todo o chinês diz "o lato loeu a galafa" ou os índios dançam em roda, etc etc) e é extremamente ofensivo para a cultura em questão. 

Se não conseguem ver qual o problema disto imaginem que estão longe de casa, na América por exemplo. E no Halloween aparecem à frente um bando de gajas mascaradas de gordas e com bigodes, e elas dizem-vos que estão mascaradas de Portuguesas. Suponho que vocês fiquem tipo "Ah...mas...mas...nós não somos assim..." certo? É mais ou menos isso. 

Exemplo 3 - Coisas que ainda não estão bem definidas. 


O uso de bindis também é muito discutido pela net. Uns dizem que é ofensivo, outros dizem que não. Algumas pessoas da Índia dizem que não se importam, outras dizem que se importam. Eu também não sei. Para mim acho que apropriação cultural só se torna verdadeiramente ofensivo quando o objecto tem uma simbologia importante. Há bindis e bindis. Não vejo porque seria ofensivo usar estas bindis cheias de brilhantes que mesmo na cultura indiana só servem como adereço. Se usassem a bindi vermelha no meio da testa, já era outra história, pois ela só é usada por mulheres casadas (ou tem a ver com as castas, não sei bem). 
A henna também pode ser considerado apropriação....no entanto em Marrocos, por exemplo, há sempre pessoas a venderem pinturas de henna pelas ruas. Sei que há certos símbolos nos desenhos que têm grandes significados, e esses não podem ser usados pelos turistas. 

Há grandes falhas neste tema. Há uns quantos fanáticos que dizem que os brancos não podem usar rastas, mas no entanto o povo celta também usava rastas, portanto também faz parte da nossa cultura. Além disso...será um penteado assim tão ofensivo? E penso eu...e os kilts? Espalhados por todo o mundo, não será também ofensivo usá-los? Ninguém parece se importar com isso. 


Acho que na verdade tudo se resume a ter respeito pela história e cultura de um povo e assim definir regras do que se pode ou não usar. Que acham disto tudo? Concordam? Discordam? Conhecem mais exemplos? 

Zero hair Zero fucks given

Já prometia isto há algum tempo. Um penteado que estava a crescer de uma maneira que eu não gostava e preguiça para retocar raízes conduziram a isto:


Gosto muito. Sinto-me a Ripley do Alien ou a Carol do Walking Dead...ou seja: BADASS! Muahahah 
Descobri também a minha cor natural depois de anos e anos e anos a pintar. Afinal continuo loira natural. Não sei, verei melhor quando crescer. Mas por enquanto estou a apreciar ter um cabelo tão curto. Nhé! 

Tag - Eu não gosto

Não fui "tagada" e isto é suposto ser feito no Youtube mas eu sou marota e vou simplesmente escrever! (Tentei filmar um vídeo mas sou tão estúpida e pouco natural à frente da câmara que...não!)

Vi no blog Ana Furtado Blog e tirei de lá.

Eu não gosto:

Comida
- Caldo verde pois parece que estou a comer relva;
- Feijão Verde;
- Chocolate;
- E tipo fígados, corações, miolos e essas cenas nojentas, mas estou a esforçar-me para não as achar nojentas e começar a gostar; Provei ovas no outro dia e não sei se gostei porque estava cheia de nojo daquilo. Ehehe

Música
- Música que se note o auto-tune;
- Música que rebaixe as mulheres ou incentive à violação (olá Robin Thicke);
-  Kizombas;
-  Música de pessoas que não saibam cantar bem ao vivo;
-  Metal (instrumental tudo ok, mas se eu não percebo o que eles estão a dizer, como posso gostar?);

Cheiros
- Os básicos: caca, podre, cenas a decompor:
-  Não gosto do cheiro a chocolate quente (da bebida ou de um bolo de chocolate saído do forno, argh);
- Cheiro a vómito;
- Cheiro de roupa que secou mal (que é muito parecido ao de cão molhado);

Estações do Ano
- Verões longos e muito quentes;

Doces 
- Cenas com chocolate ou muito doces...de resto marcha tudo!

Youtube  (um pouco random e esquisita esta)
 - Ok...não gosto de vídeos com uma introdução muito grande em que a pessoa se farta de falar;
-  ODEIO OS ANÚNCIOS NO INICIO DOS VÍDEOS!

Macdonalds  (wtf?!?)
- Epá...sei lá...daquelas tartes de maçã manhosas?

Pessoas (Agora não saio daqui)
- Não gosto de pessoas que não tenham uma certa humildade, tipo, podes ser lindíssima ou hiper-talentosa em algo, mas se te achas mesmo a maior e falas com arrogância para os outros epá, não, pára! (Exemplo: Kanye West, mas também conheço algumas);
- Hippies ou outros que tantos que professam o "peace & love" mas depois só se drogam e não contribuem em nada para tornar o mundo realmente mais pacífico, tipo, em vez de ires tomar ácido no Boom Festival vai mas é fazer voluntário para a sopa dos pobres;
- Pessoas ricas que se fazem de pobres, ou que dizem coisas como "temos de viver com o que temos" mas depois dinheiro para viagens iluminadoras, máquinas fotográficas e boa roupa não lhes falta;
-  Pessoas que têm um só e único interesse (por exemplo, e não quero ofender ninguém, mas já conheci surfistas que só falavam de surf e absolutamente mais nada. Não lerão eles livros? Não gostarão de outras coisas? Weiiird);
- Pessoas que se gabam de drogas, bebedeira, dinheiro, fodilhanços. Ok, fazes isso tudo agora escusas de gritar aos quatro ventos que apanhas-te alta bebedeira como se fosses o melhor de mundo...não, isso não é motivo para te gabares!;
- Pessoas que não sabem contra-argumentar numa discussão. Já viram na Sic Radical o Bad Girls Club? Aquilo é de cagar a rir porque elas zangam-se e passam-se e andam à porrada por coisas mínimas e tipo...não sabem falar? Discutir? Argumentar? Não, é logo "Bitch" para aqui e "motherfucker" para acolá.

Cabelo
- Principalmente as mulheres mais velhas gostam de ir ao cabeleireiro e fazer madeixas loiras num cabelo loiro-acinzentado. Um loiro sem graça e feio que não favorece ninguém.
- Também não gosto de madeixas loiras e laranjas (ou vermelhas, já nem sei) em cabelos mais escuros;
-  Penteados dos anos 80.

Festas
- festas que estejam cheias de gente. Quando vou a uma festa quero ter espaço para dançar, não quero tocar no suor dos outros, nem que invadem o meu espaço pessoal.
- Também não gosto de festas parvas, com bebida cara e música que não dê pra dançar (aka Sasha Clube e aquelas músicas repetitivas que é só batida e não passa dali.)

Conduzir
- Ah....não gosto de conduzir.

Pais 
- Pais que não façam tudo pelos filhos;
- Pais desinteressados pela vida dos filhos;
- Pais que incentivam a comportamentos estúpidos (aqueles que se riem porque o Joãozinho disse à tia velhota "vai à merda!" ohhh ele disse  merda, que querido!);
- Pais que não tenham mão nos filhos;
- Pais mais broncos e estúpidos que os filhos;

Instagram 
- fotos que glamorizem droga, álcool, crime, mutilação e eating disorders;
- fotos com "too much information" porque pelos vistos está na moda pôr no instagram a selfie pós-sexo;



Façam vocês também a ver se temos alguns em comum!






A ler: Muitos blogs com dicas para escrever uma boa história; 

A ver: Shameless (USA) e Doctor Who; 

A jogar: Darksouls na PS3 e o jogo de tabuleiro do Game of Thrones; 

A comer: A pancada pelos brócolos ainda não passou; 

A beber: chá verde misturado com chá de menta; 

A vestir: Sweaters fofinhas;

A ouvir: ...Let it Go do filme Frozen;

A experimentar: a aprender japonês; 

Comprado: uma blusa da Coca-Cola. Publicidade grátis ftw! 

A trabalhar: escrever uma história infantil para um concurso... oh dear... 


PS: Isto em inglês fica muito melhor, mas enfim.. 

Translate

ShareThis