10 coisas que me irritam nos Filmes e Series



Vamos descontar aquelas coisas parvas que acontecem nos filmes. Tipo sobreviver a uma queda fatal de um helicóptero, ou esquivar-se a cinquenta mil balas, ou mesmo aquelas pancadas na cabeça que nunca terminam em traumatismos cranianos. Vá, vamos esquecer o básico dos filmes de acção e focar noutros pormenores, igualmente estúpidos.

1. Figurantes = Zé Ninguéns - sempre me incomodou um pouco que o herói mate 100 homens na base secreta de não sei de onde como quem mata formigas ali no jardim. Caem como tordos e não há cá ninguém a reclamar corpos nem arrependimentos por parte do herói. Isto acontece principalmente naqueles filmes onde há sempre uma base secreta num local recôndito no mundo. É bom que seja um trabalho muito bem pago pois os soldados têm de estar horas de vigia, isolados do mundo e em constante perigo de vida. Que fazem aos corpos quando o herói os mata? E as famílias? Têm famílias? Estão autorizados a ter famílias?
Ainda estou à espera do filme de acção que o herói sinta remorsos por ter morto o soldado patrulheiro #35, pai de três filhos e que tem a mulher doente com cancro, que por isso mesmo teve de aceitar trabalhar para o vilão. Pobre coitado...

2. Acende a luz, porra! - esta faz-me gritar para o ecrã e é o clássico dos filmes de terror. Vi recentemente um - The Lazarus Effect, em que, para dar mais medo à coisa, põem a cientista no laboratório a trabalhar às escuras. Porque é isso mesmo que os cientistas gostam de fazer, estragar os olhos enquanto tentam ler letras pequenas às escuras. É isso e o pai corajoso que vai investigar os sons estranhos que ouviu na cave e não acende a luz. Não conheço ninguém que vá investigar sons estranhos às escuras, no entanto esse bom senso desaparece no cinema. Tudo é menos assustador com a luz acesa, é sabido.

3. Inglês, inglês, inglês! - porque é mais que lógico que o astronauta se despenhe num planeta onde os habitantes falem inglês. Eu percebo...há filmes que não dá para evitar, não vão inventar um língua nova né? (cof cof Senhor dos Anéis cof cof Game of Thrones!) Vamos ignorar os filmes de fantasia. Vamos para os filmes históricos passados noutros países que não América e Inglaterra onde eles falam perfeito inglês! Oh! Mas puseram um actor com um leve sotaque italiano, então está tudo bem! Sim...porque para Hollywood (e não só) todos os actores do mundo estão na América, é impossível arranjar actores que falem outras línguas! Impossível! O Quentin Tarantino encontrou porque procurou muito muito muito!

4. White wash - expressão utilizada quando num filme sobre certas áreas do mundo, em vez de utilizarem actores dessas áreas do mundo, usam actores brancos bonitinhos e queridinhos. Porque claro que Jesus Cristo tinha olhos azuis!!! E os egípcios eram pretos?! Escândalo! Vamos pôr um fake tan no Christian Bale e já está! É como disse no ponto de cima...dificílimo encontrar actores egípcios ou com cor semelhante. E índo-americanos? Não há nenhum....Tiveram de pôr o Johnny Depp a fazer de índio porque os mataram a todos quando roubaram as suas terras.

5. Gilette no meio do Apocalipse - esta vai especialmente para o Walking Dead porque não há nada mais importante para um mulher, que rapar as axilas enquanto está no meio de uma horde de zombies. Ter pelos nas pernas durante o Apocalipse? Nem pensar! Prioridades femininas = não ter pêlos e ser extremamente sexy!

6. O Branco-herói! - este ponto dá high-fives no nº 4! Grupo de samurais japoneses, com experiência de luta e de vida, mas quem os salva a todos é o branco americano. Faz. Todo. O. Sentido. Acontece na realidade constantemente porque os brancos americanos são meninos-prodígio. Obrigada branco americano por salvares as minorias!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

7. O herói não tem crises de hipoglicemia - ele sobrevive a cortes que precisavam de pontos, a terramotos, persegue os bandidos, salva a donzela, não dorme, mata mais bandidos e ainda luta contra o boss. Mais de 24h sem sequer comer uma barra de cereais! Yeah! Eu já fico fraca se ficar mais de três horas sem comer, mas o herói ganha energia com as lágrimas dos seus entes queridos que foram mortos.

8. "Encontrei um cabelo no morto!" - afinal era o cabelo do detective que não usou uma touca na cena do crime. Nem roupa adequada, nem luvas, e ainda por cima, pisou tudo! Mas sabiam que cabelos de loiras boazonas  nunca caem na cena do crime? Está provado! Portanto elas podem andar de cabelo solto, qual reclame da L'Oreal, enquanto encontram pedaços de unhas por baixo do sofá, que não há maneira nenhuma de contaminarem o local!

9. Prodígios em todo o lado! - eu, pessoalmente, nunca conheci uma pessoa tão inteligente que se pudesse chamar prodígio. E sei porque nunca conheci. Eles estão todos a trabalhar para agências secretas. Estão na casa dos vinte e, claro, são sempre bonitos. Percebem de computadores e mais mil quinhentos outros assuntos porque, enfim, são prodígio. Sabem sobre todos os assuntos e estão sempre dispostos a debitar os factos em jeito de dicionário. Não são autistas nem têm problemas de socialização. São perfeitos e existem aos molhos! Na série Bones aparecem uns cinco....mas há mais nas outras séries caso queiram encontrá-los.

10. Família em forma - porque claro que a mãe de três filhos tem um corpo de fazer inveja. Atenção! Não estou a menosprezar as mães que realmente se esforçam para estarem em forma, ou que têm esse corpaço graças à genética. A cena é que na vida real vejo mais casais que não vão ao ginásio, do que aqueles que vão. E esta é para criticar a família que tem um trabalho e filhos, mas que os dois pais claramente passam horas no ginásio!!! Tipo...é como escolherem o The Rock para fazer de pai de família que trabalha num escritório. Duvido que tivesse um corpo daqueles.... Ou quando o marido é gordinho, têm sempre uma mulher toda bem feita....já repararam?


Por favor acrescentem mais pontos, pode ser que Hollywood esteja a ler isto.

3 comments:

  1. Na Bones todos os génios têm graves problemas mentais, sorry. Basta prestar atenção á série: muito esquisitos todos eles, dasse!!! Olha, se nunca viste - mas eu acho que viste e gostaste, pq se não sou forçada a ir aí dar-te uma sova - experimenta ver Bron, a versão original e boa da norte americana A Ponte. Só a personagem da Saga Norén merecia que eu escrevesse poemas épicos, personagem feminina mais bem conseguida de todo o sempre, deliro com ela. Quanto aos pelos corporais, o stress e a falta de nutrientes fazem com que eles caiam, e digo-te isto por experiÊncia própria, claro que os cabelos tb caem, atenção, não há cá melena desgrnhada sexy a voar ao vento do apocalipse. Verdadeiramente irritante é o telemovel do Jack Bauer que nunca ficava sem bateria durante 24h inteirinhas. Sempre quis um desses e nunca encontrei. Ah, e nos anos 90 houve uma série em que puseram u indio a fazer de indio - sim, chamar-lhes-ei indios até morrer!! - e o gajo era PODRE de bom. Podre.
    http://bloglairdutemps.blogspot.pt/

    ReplyDelete
  2. A lista está hilariante! A 2ª, 7ª e 9ª são tão visíveis em 90% dos filmes/séries que já nem me chocam.

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ReplyDelete
  3. Eu acho que estas são as principais razões que muita gente revira os olhos aos filmes de Hollywood. Como vejo imensa coisa história, a cena de só falarem inglês dá-me um nó no estômago!

    ReplyDelete

Translate

ShareThis