...

5 coisas que não me podem dizer






Isto quando não se tem ideias faz-se listas.

1. Chamarem-me falsa - bitch se eu não gosto de ti, ficas a saber! Sim...houve tempos que eu sorria para as pessoas que não gostava por uma questão de educação. Não mais! Não te vou cumprimentar porque temos amigos em comum, porque não gosto de ti. Tenho um problema de ser muito expressiva, e mesmo que não diga nada, as pessoas sabem que não gosto delas. Portanto não. Não sou falsa. Nem ciníca. Nem vou ser.

2. Chamarem-me mentirosa - a  menos que me tenham pedido especifícamente para mentir acerca de algo, eu não minto. E ofendo-me muito quando me chamam mentirosa!

3. Quando a primeira coisa que me dizem é algo sobre o meu aspecto. - eu sou muito baixinha (1,52m!) e já houve muita gente que ao me conhecer, antes mesmo de dizer "Prazer, sou a X" dizem "Uau...és mesmo baixinha!". Começam mal. Reviro os olhos e pergunto "a sério?!". Foi isto a minha vida toda e já não tenho paciência. Se a primeira coisa que me dizes quando me conheces é uma observação idiota sobre o meu aspecto físico, bem....começamos mal. E sim, vou-te dizer isto mesmo. E se tiver com mau humor, respondo-te na mesma moeda: "Uau..tens um nariz grande!" ou outra coisas qualquer que eu repare e que em vez de guardar para mim, como uma pessoa normal, vou-te atirar à cara. Não me ofende dizerem que sou baixinha. Já me passou esse complexo. Ofende-me é isso ser a primeira coisa que dizem ao me conhecerem.

4. Dizerem para ter calma quando eu estou calma - esta eu sei que partilho com muita gente e é caminho andado para eu perder a calma, Achas que não estou calma?! Ah....agora sim vais-me ver sem calma, biaatch!

5. "Ah...mas tu percebes isso (ou não percebes isso) porque és mulher!" - sabem aquele som que interrompe as músicas ou acções nos filmes quando acontece uma coisa parva de repente? Sabem? Aquele som do disco a parar? Qualquer coisa como:" Ioooniinn!", é isso que eu oiço quando me dizem coisas como "aquela maquilhagem tem má qualidade, mas tu deves saber porque és gaja!". A menos que esteja a falar de coisas da anatomia feminina, não digam que eu sei coisas "porque sou gaja". Cai-me muito mal e vou responder. O mesmo vale para a anatomia masculina. Se vais falar sobre jogos e dizer: "mas caga nisto, são coisas de gajos" caio-te com a história toda do Metal Gear Solid nos cornos! Não façam suposições baseadas no sexo da pessoa que eu não tenho paciência para isso.


Deixem nos comentários a vossa lista de 5 coisas que ninguém vos pode dizer!

5 Conselhos para quem vai de férias

 AKA O que aprendi ao trabalhar em hotelaria

Como trabalho numa hostel há muita coisa que tenho vindo a reparar nos turistas que aqui ficam. São pequenas coisas que às vezes me irritam e que, sinceramente, me ensinaram muita coisa para quando fôr eu a viajar. Claro que temos de nos lembrar que um turista de hostel é diferente de um turista de hotel, é verdade! Mas há certas coisas que me ficam atravessados portanto aqui vai uns conselhos vindos de alguém que trabalha na cena:

1. Aprendam a dizer "obrigado" na língua do país - Ainda hoje estive a falar com um americano que tem dito "gracias" para aqui e "gracias" para acolá. Expliquei que (pelo menos aqui em Lagos) as pessoas detestam quando agradecem em espanhol visto que não estamos em Espanha. Mais vale dizer em inglês! Quando fui a Praga dei-me ao trabalho de aprender a dizer obrigado em checo! Posso ter dito mal e porcamente, mas sei que o esforço é apreciado. Eu pelo menos, gosto muito quando eles agradecem em português...nem que seja com um "obligado" ou assim.

2. Comam a comida típica - Não vos estou a mandar ir comer haggis ou testiculos de boi só porque é típico. Só estou a dizer que em todos os países há o equivalente da "bifana" em Portugal. Há sempre qualquer prato típico e barato desse país. Garanto-vos! Digo-vos isto porque me choca ver pessoal que vem cá e nem um peixinho fresco comem!! É kebabs, hamburgueres e nachos todos os dias! Só vão aos restaurantes estrangeiros comer as hot wings ou as belas ribs. Vêm a Portugal uma semana e comem zero comida portuguesa. Acham bem?

3. Aproveitem o tempo - não minto, nem um pouco, quando digo que tenho clientes que saem à noite, divertem-se, claro, mas depois ficam o dia seguinte TODO na hostel a pastar. Não minto. Ficam deitados no sofá ao computador ou no telémovel. Compreendo a ressaca pois eu também fico na merda, mas epá! Estão num país estrangeiro! Aproveitem! Não estou a mandar ir a museus ou galerias de arte, podem nem se armar em turistas....vão para um parque pastelar, para a praia....algo!

4. É grátis mas sejam comedidos - esta é difícil de dizer....porque toda a gente tem aquela cena do "se paguei por ela, comerei tudo  que tenho direito!". E têm razão! Na minha hostel o pequeno-almoço está incluido....então praticamente toda a gente come 3 pequenos almoços. Compreendo a cena de querer tudo um pouco - um sumo de laranja, leite, um bolo de cada, etc - mas irrita-me um pouco comer só porque há. Não só os pães com pepitas de chocolate acabam num instante porque alguém comeu logo três, como os hóspedes que acordam mais tarde só comem as sobras. Tipo gente...chill out! Vem no preço sim, mas escusam de acabar com o stock do dia!

5. Respeitem os outros - esta parece básica não parece? Mas já tive clientes muito revoltados porque não podiam fazer barulho à meia-noite porque acordam os vizinhos. Querem festa? Tudo bem....agora não sejam bestas e pensem  um pouco nos outros. Aqui também inclui o lixo que fazem na rua, assim como o barulho e o local onde mijam. É preciso  estar em Lagos no Verão (e morar na baixa) para aprendermos que tipo de turista não queremos ser. Aconselho a todos virem ver a maravilha que é o turismo nocturno! Não há morador do centro que não se tenha levantado de manhã para limpar o vomitado de alguém.


A lista podia continuar e continuar...mas estou no trabalho e quero despachar isto. Básicamente os conselhos podiam-se resumir num só: não sejam bestas e aprendam nem que seja 5% da cultura do país para onde vão.

Recentes Leituras

Pronto, já tive a minha dose de livros da estante da minha mãe, agora quero fantasia!


Misery de Stephen King - Talvez por ter altas expectativas deste livro, tenha acabado de ler e dito "nhé!". Mas não se enganei. A personagem da Annie Wilkes ficou-me. Muito incomodativa....mas gostava que ele tivesse explorado mais a psique desta cabrinha. Teria dado um 3,5 se o Goodreads me deixasse porque sei que deve haver aí histórias melhores do King. Agora anseio ver o filme.


Memória das minhas putas tristes de Gabriel García Márquez - Não querendo tirar o crédito do homem ser um grande escritor, que deve ser, a sério que deve!, este livro não era para mim. Li, porque tinha curiosidade, estava de seca e é um livro pequeno....mas de resto...bah! Se calhar quando for mais velha (muito mais velha) me vá identificar com a história que ele conta, não senti nada. Não está no top dos livros que detestei mas ao lê-lo tive reminiscências de Mulheres de Bukowski e não tou para isso. Daria 2,5. E não ponho de parte a possibilidade de ler mais coisas deste autor.

Desaparecida

Gente. Chegou o Verão. Oficialmente ainda não chegou, mas ignorem esse facto.
Esta é a altura do ano que eu tenho mais trabalho e ando menos inspirada. O calor não combina com a minha pessoa e acordar cedo para ir trabalhar combina ainda menos, portanto não estranhem a minha ausência.

Tentarei postar aqui o máximo possível, mas sei que vai ser pouco. Por isso mesmo vou deixar aqui os links de onde sou mais activa, caso quiserem saber se estou viva:

Instagram e Tumblr 


Até ao final do Verão!


Ultimamente



O que me tem estado... / O que tenho estado.... :

A INSPIRAR - Escrevi recentemente uma cena de batalha ao som de Two Steps from Hell. Depois pus numa lista dessa mesma banda e só me apeteceu escrever coisas épicas. Props para quem faz estas músicas tão inspiradoras.

A COMER - Hummus? Humus? Humos? Lumos! Não sei qual a maneira certa de escrever mas ando um pouco viciada em hummus. Já o faço de olhos fechados e não me custa praticamente dinheiro nenhum. Depois é só pôr num pão torrado ou comer à colherada! Nham!

A LER - Misery de Stephen King e já me anda a dar chiliques só de ler aquilo. Não é uma leitura propriamente creepy, como eu esperava do King (é a primeira vez que leio coisas deles, mas como já vi alguns filmes, tinha uma certa ideia de como seria!), mas causa-me incómodo. Acho que era isso que ele estava a tentar alcançar com a personagem horrível da Annie Wilkes!

A ADORAR - Os giveaways que a Cecicat anda a fazer no Instagram de washitapes. Queria tanto ganhar! Espero bem que ela não pare com isto.

A VER - Orphan Black e a sua terceira temporada. É uma serie que ainda não me desapontou e, incrivelmente, ando a gostar de todos os episódios. Aconselho a toda a gente ver esta serie só para constatarem quão boa actriz é a Tatiana. Todos os óscares para ela!!!!!!!!!!!!!!!

A VESTIR - playsuits aka macacões! São práticos e não preciso de andar a combinar a tshirt com os calções! E sim, eu compro as coisas na secção de criança da H&M porque encontro os meus tamanhos exactos e porque as miúdas hoje em dia vestem-se bem! Eh eh eh

Translate

ShareThis