...

Recentes Leituras


Chocolate de Joanne Harris - Comecei por ler porque estava entediada e porque não é um livro grande. É leve e omg! é tão.....enternecedor!! Sei que já viram o filme, muito por causa do Depp, mas não faz jus ao livro. Gostei muito e deixou-me com fome. (E eu que não gosto de chocolate!) Há menos romance, as personagens são queridas e muito realistas, fiquei obcecada pelo padre, adorei a personagem principal e...e....e....mais nada. O final foi engraçado mas esperava mais. Por isso...daria um 4,5 em 5. Lerei o segundo.


A Quimera de Praga de Laini Taylor - Já estava a pedir fantasia há algum tempo, mas caio sempre no erro de comprar fantasia YA (young adult) e depois arrependo-me. Este livro tem anjos e demónios. Não sou nada dessas mariquices religiosas e normalmente reviro os olhos. Mas este livro conjugou isso tudo muito bem. A personagem principal - a Karou - é realista q.b., engraçada q.b., irreverente q.b. e tem uma história até interessante. Ficamos logo a gostar dela, da família dela e a autora cria muitos mistérios em volta do mundo das quimeras (ou demónios) que nos deixam completamente loucos pelo livro. E de repente, chega-se a mais de metade do livro, completamente viciados na leitura, a querer saber o porquê disto e daquilo e a querer ver Karou a ser badass....e a autora PÕE-ME A PUTA DE UM ROMANCE ESTILO TWILIGHT! Mas anda a gozar com a minha cara?
A história complexa? Perdeu-se! Eles estão apaixonados e o importante é descrever em quatro paragrafos o que eles sentem quando se tocam.
Epá, não se enganem, eu até gosto de romantismos, mas só quando são realistas. Agora a Laini põe-me um gajo perfeito fisicamente (e descreve isso cinquenta mil vezes -  como é perfeito e os musculos perfeitos e é lindo e perfeito e tudo é perfeito e perfeito) e depois uma gaja também perfeita porque ai de um livro de fantasia ter uma heroína que não é alta e bela! e depois apaixonam-se porque são perfeitos. Pronto. É isso. Explorar as personalidades deles? Nem pensar. Ele é lindo...logo não tem defeitos.
A sério....ia dar 5 pontos a este livro, pois estava a adorar! Mas dou 3 por ter estragado com o romance. Há quem goste, acredito! As míudas de 17 anos devem andar a sonhar com o Akiva que nem doidinhas, mas eu gosto de romances mais realistas, em que as pessoas não se apaixonam uma pela outra só porque são lindos.

PS: Apesar de tudo tem um final cliffhanger interessante e como já li reviews de que o segundo livro não tem nada de romance, irei lê-lo. (Ela deve ter lido os comentários no Goodreads que concordam comigo.)
 Mas de resto, epá, minha rica Vin da saga Mistborn, que não fica aparvalhada só por o gajo olhar para ela.

Obsessões Semanais #9

Ando muito doidinha a ver vídeos de body-mods ou pessoas a mostrarem quantas tatuagens têm. Deve ser a minha veia cusca a dar de si, mas adoro esse tipo de videos. A Sandra No Sekai tem um video muito interessante sobre a sua demanda de separar a língua. Não é algo que queira fazer, nem pensar!, mas gosto muito de ver cenas sobre isso e acho que o dela está muito bem explicado e humilde.




Estas são duas vloggers que sigo, mas também ponho-me a ver videos de tatuagens de gente que não conheço de lado nenhum. 
Não tenho muito mais para partilhar. Ando cansada. Trabalhar no Verão é horrível. A minha verdadeira obsessão semanal é a minha cama. 

Queria fazer outra rúbrica mas não sei qual é o antónimo de obsessão neste momento, e aborrece-me ir ao Google. Porque todas as semanas há algo que me farta também e uma pessoa precisa de escrever rants de vez em quando, não? 

 - Portanto esta semana farta-me o casamento da Raquel Strada e não sei que pancada é que as bloggers têm por isso. Não percebo o interesse que isso possa ter. Falam dele como se fosse O casamento e eu não percebo a excitação, e artigos e posts em redor disso, sinceramente. 

- Também me farta a revista Cristina, porque se chama Cristina. Nunca gostei quando os famosos fazem dessas coisas egocêntricas, sabem? Tipo...fico irritada quando a Tyra Banks enche a casa do America Next Top Model só de fotos dela, quando há outros modelos fantásticos de que podem tirar exemplos. Ou quando as sessões fotográficas giram em torno dela e ela e ela e mais ela. A Tyra é uma pessoa muito egocêntrica. Por isso também me irrita quando se dá nomes a cenas (neste caso uma revista, mas também podia ser maquilhagem, etc) das próprias pessoas. E a Revista Cristina  irrita-me por isso, lamento. Podia ter escolhido outro nome...mas não..."Bora dar o meu nome e eu vou aparecer em todas as capas ever porque eu, e eu, e mais eu!". É tipo a Oprah portuguesa que também tem de aparecer em tudo quanto é sitio. 

Rant over

Translate

ShareThis