...

Instagram Challenge de Setembro


Gosto muito do instagram porque, tal como já disse inúmeras vezes, sou cusca como tudo. Mas sou péssima a tirar fotos e coiso. Já tentei montes de challenges deste tipo, mas vamos lá ver se acabo este.
Do blog Scoutie Girl. Dêem crédito à rapariga e ponham sempre a hashtag #sghappydays. 


EDIT : Já vamos no dia 5 e eu falhei completamente isto! Yey! 

Tag - Complete a Frase



Tirado do blog Letras na Gaveta


Sou muito preguiçosa. É uma doença. Está-me no sangue. Não consigo evitar. Uma boa dose de cafeína por vezes ajuda! 

Não suporto sons de aspirador, motas ou ouvir pessoas a falar espanhol aos altos berros e com voz nasalada. Tá dito. 

Eu nunca parti nada, magoei-me a sério, fui operada ou estive doente à grande (nem pontos levei)....portanto às vezes sinto-me à espera da desgraça que me atingirá nos anos vindouros. (Tenho a pancada de que vou ter o azar de ter cancro, espero bem que não se realize.)

Eu já me zanguei com o meu gato por ele pedir mais mimos ao meu namorado do que a mim. É injusto! Também quero ronrons! 

Quando era criança gostava muito de brincar sozinha, sem brinquedos nem nada. Imaginava pessoas comigo (não eram amigos imaginários, eram personagens das histórias que eu inventava) e andava pela casa a falar sozinha enquanto matava monstros imaginários. PS: Também fazia os efeitos sonoros: se, por exemplo, estivesse a imaginar que estava perto do mar fazia os sons das ondas, também fazia os sons dos passos e do carregar das armas. Devia ter-me tornado beatboxer. 

Neste exacto momento estou a ouvir Ed Sheeran e a beber um Rodeo. (aka Redbull genérico)

Eu morro de medo de terramotos e tsunamis. Vivo a minha vida sempre com um plano de fuga para quando vier a onda gigante. Be prepared. 

Eu sempre gostei do cheiro do papel das revistas, de sons diferentes e de vozes com "secura" ou "metal", não consigo explicar isto. 

Se eu pudesse fazia justiça pelas minhas mãos contra violadores, quem faz mal a animais e a crianças e ...epá... cabrões no geral. 

Fico feliz quando um cão está feliz. A sério. Nada me deixa mais genuinamente feliz do que ver um cão todo feliz que até parece sorrir. 

Se eu pudesse voltar atrás no tempo dava o número do Euromilhões da semana passada a mim mesma. Ia demover Jesus Cristo de se armar em bom. Ia ver como raio eles construíram as pirâmides. Salvava o Jack do Titanic (lol). Matava Hitler. Não deixava o Heath Ledger morrer. Nem a Amy Winehouse. Apagava o fogo na biblioteca de Alexandria. Ia a uma festa nos loucos anos 20. Impedia os gajos do KKK de nascerem. Conhecia o Leonardo Da Vinci. Via a erupção do Vesúvio, mas de longe. Adoptava a Laika. 

Adoro imaginar cenas, autocolantes fofos, Luduvico Einaudi, animais, comida, dormir. 

Quero muito viajar para Japão, roadtrip pela América...e epá, para todo o lado na verdade.  

Eu preciso  de um computador portátil daqueles pequenos para poder escrever em qualquer lado. Alguém tem um para me vender? 

Não gosto de pessoas que se queixam muito, música metal, rúcula e gafanhotos. 

Vou taggar toda a gente e mais alguma. Deixem nos comments ou façam um post que eu vejo que sou cusca, mmm'kay? E estava a falar a sério naquilo do computador. 

7 Páginas de Facebook para seguir

Partilho aqui as minhas preferidas!

Amy Poehler's Smart Girls - Notícias gerais mas mais focadas em cenas que envolvem mulheres badass!

One Woman Show - Página do blog. Sigo-a porque adoro o tipo de humor. Vocês não?

Women's Rights News -  O nome diz tudo, né?

Tastefully Offensive - Se me sinto aborrecida ou desanimada acabo sempre neste site. Seguir o Facebook deles era o próximo passo a dar. Vídeos diários para pôr uma pessoa bem disposta!

Revista Bang - Para amantes de livros de fantasia!

I fucking love science - Notícias recentes e diárias sobre...claro, ciência!

NaNoWriMo Portugal - Este é um grupo de pessoas que participam no NaNoWriMo e que estão dispostas a ajudar o pessoal a escrever melhor. Dúvidas, falta de ideias ou word wars é com eles.

5 Dicas para combater o Writer's Block


Não. Não vos vou dar as dicas que todos nós já sabemos para combater o writer's block - vai dar uma volta, vê filmes ou series, anda sempre com cadernos atrás...blá blá blá! Muitas vezes faço esses passos todos e fico com zero de inspiração. Portanto...eis mais dicas de como podem ficar mais inspirados para escrever.

1. Cafeína, bitches! - Muitas vezes a falta de inspiração vem de uma preguiça horrível que nos assola e nem conseguimos pensar como gente normal. Descobri que quando bebo café (ou melhor, quando bebo bebidas energéticas do Lidl, lol) tenho mais sonhos do que o normal. Sempre sonhos complexos, perfeitos para serem transformados em filmes. Também reparo que fico com uma energia redobrada para escrever. Normalmente, é quando escrevo todos os posts para o blog. Dá-me ideias, energia, inspiração, taquicardias! Claro que esta dica não é aconselhada a quem consome café como se fosse água. Vocês estão mais que vacinados contra o boost inspirador da cafeína.

2. Escrevam mal - Gente, estão a tentar ultrapassar um bloqueio mental e não escrever para um Nobel da Literatura, ok? Escrevam nem que seja numa conversação do chat do Facebook, em minúsculas e com X em vez de S's. Logo têm tempo de corrigir e editar essa merda. Ser demasiado picuinhas com os erros e a gramática por vezes é um turn off da inspiração. Não voltem atrás para pôr o nome daquele gajo em maiúsculas! Caguem-se nisso e continuem a escrever. Não parem. Despejem as ideias todas da vossa cabeça para o papel enquanto conseguem, ou durante a pausa da série que estão a ver. Em breve começam a ficar interessados na desgraça que estão a escrever, em breve começam a pensar "Aquela situação com o meu personagem devia ter acontecido assim e não assado!" e em breve o writer's block desaparecerá.

3. Rouba ideias! - Não no verdadeiro sentido das palavras. Plágio não tem piada nenhuma! Maaaaaaassss.....quando se está sem inpiração alguma, quer para escrever livros, quer para um post num blog, podem muito bem ir a um blog, ou ler alguma cena, e pensar: "Está muito bem escrito, mas eu faria de outra maneira...." e reescrevam à vossa maneira. Não é uma cópia propriamente dita e põe-vos a escrever. Não era isso que queriam? Podem até reescrever o Star Wars todo de novo, who care's? Mudem os nomes das personagens e BAM! têm uma história escrita. Ou usem uma cena de uma serie de ficção científica no vosso policial, adaptando-o à história. Sei lá! Hoje em dia nada é original, tudo se inspira em tudo! E se precisam de uma ajudazinha para começar a escrever, porque não?

4. Medidas drásticas - Desliguem o telemóvel e o modem. Agora só podem voltar a contactar com alguém, comer, ir à net ou mesmo à casa-de-banho quando escreverem 5000 palavras. Para tornar isto tudo mais eficaz, combinem com alguém para vos guardar o telemóvel, trancar no quarto, fazer bolos para a casa se encher do cheiro doce e bebam um litro de água antes. Quero ver se não têm 5000 palavras em menos de cinco minutos mesmo que não estejam inspirados.

5. Competição - Muita gente é movida pela competição, acreditem. E não estou a dizer para concorrerem num concurso de escrita que os resultados só saem em Dezembro do próximo ano, não. Estou a falar de competição à séria. Metam um amigo vosso que também goste de escrever ao barulho, decidam-se num objectivo - escrever o melhor policial, a melhor cena de luta, mais palavras, etc. - arranjem outro amigo para ser o júri do vosso trabalho e...ready? Start! GO! 
Para quem se sente sozinho nesta  demanda, podem ir ao Facebook do NaNoWriMo Portugal  e pedir para fazer umas Word Wars (escrever o máximo de palavras num certo tempo). Podem também usar este Face para esclarecer dúvidas de escrita pois eles são todos muito prestáveis.

Ultimamente



O que me tem estado... / O que tenho estado.... :

A INSPIRAR - Núvens? Frio? Já tão farta do Verão, cada vez que vejo o céu mais nublado e a temperatura a descer vem aqueles arrepios bons de ínicio de Outono. Eu sei que ainda falta algum tempo para isso, mas só essa imagem me dá vontade de sentar no computador com chá quente ou um galão e escrever, escrever, escrever. Só falta a chuva.

A COMER -  Beterraba em pickle. A minha mãe é perita em fazê-las pois é uma tradição familiar - todos os Natais comíamos cenoura roxa com aquele tempero. Mas as cenouras roxas são difíceis de encontrar e a minha mãe descobriu que com beterraba fica igual. Ora beterraba existe todo o ano, ora anda a Cláudia com hálito a alho, vinagre e picante todos os dias.

A LER - A Elisabeth Desapareceu de Emma Healey. Logo falarei deste livro no blog mas, gente, estou a adorar. Aconselho a irem ler a sinopse.

A ADORAR - Trabalhar com família. Deixei de trabalhar naquela hostel dos infernos e agora dou umas ajudas numa "tasca" da minha família. É cansativo, claro que é, mas é bom trabalhar num ambiente em que temos confiança com as pessoas e é bem disposto. (E que podemos ser os provadores oficiais dos petiscos...ehehehe)

A VER - Sabem quando vemos aquelas seriezinhas já ao final da noite, quando estamos com sono, em que não tomamos muita atenção ao plot? Ando a ver uma do SciFi (omg!) chamada Dark Matter. Não tem a melhor qualidade, nem nada que se pareça, mas também não é nenhum Sharknado! E...vê-se! É sci-fi, é tontinho, mas vê-se!

A VESTIR - Epá, sei lá! Mas posso dizer o que não ando a vestir - bikinis! Ah ah ah. Este ano já fui duas vezes à praia! Yeah! Não é algo que me fascine, perdão.

Translate

ShareThis